Pelé convida faculdades para integrar rede

Por Cristina Salvadeo em 20 de janeiro de 2010
A Rede de Ensino Desportivo oferecerá doze cursos de pós-graduação à distância neste primeiro semestre, em conjunto com faculdades parceiras, escolas e franquias.

Patrono da Rede de Ensino Desportivo, criada em outubro, Pelé, Atleta do Século, professor de educação física formado, está convidando faculdades brasileiras para integrarem a organização de ensino à distância como parceiras em ensino de pós-graduação à distância, a partir de 1º março.

Os cursos de pós-graduação da Rede, de um ano, têm aulas transmitidas ao vivo, recepcionadas em unidades temáticas, a exemplo de Técnicas e Táticas Esportivas, Nutrição Aplicada à Atividade Física, Fisioterapia no Esporte Direito Esportivo, e Gestão e Marketing Esportivo, entre outras. O aluno se dirige uma vez por semana a Rede e acompanha a aula em telessalas.

Faculdades interessadas receberão o conteúdo transmitido a distância, em tempo real, com total interatividade entre estudante e professor. Poderão, assim, certificar seus alunos.

A atração de faculdades para o sistema de ensino à distância é facilitada em razão da dificuldade de grande parte delas em formar turmas de aluno para pós-graduação.

A Rede, além das faculdades parceiras, terá franquias nas principais cidades brasileiras, além de manter acordos com escolas de ensino médio e fundamental.

A organização está sendo apresentada em ciclos de palestras gratuitas, que serão realizados até fevereiro, mediante inscrição pela Internet (www.portalrede.com.br).

PÓS-GRADUAÇÃO

A Rede, com faculdades, escolas parceiras e franquias, promoverá os seguintes cursos de pós-graduação, a partir de 1º de março: Técnicas e Táticas Esportivas, Nutrição Aplicada à Atividade Física, Fisioterapia no Esporte - Lesão e Traumas, Personal Training, Psicologia Esportiva, Direito Esportivo, Atividades Físicas para Grupos Especiais, Saúde e Bem Estar, Gestão Eficaz de Academia, Gestão e Marketing Esportivo, Jornalismo Esportivo, Educação Física Escolar. São os doze cursos iniciais, número que será ampliado a partir do segundo semestre.


ENSINO FUNDAMENTAL

Preparada durante um ano como sistema de ensino, a Rede de Ensino Desportivo também será acessível para escolas de ensino médio e fundamental, com seu Programa Educativo Lúdico Escolar. O objetivo desse programa é proporcionar aos jovens de ensino médio e fundamental a educação esportiva, complementado pelas atividades físicas das instituições.

Serão ministrados conteúdos de ensino de esportes coletivos, capacitação para Olimpíadas, saúde e bem estar. As escolas ganharão, assim, um diferencial em sua grade curricular e poderão, à noite, oferecer também os cursos de pós-graduação.

DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO

O empreendimento é voltado, na área de pós-graduação, à faixa de público B e C, familiarizado com a Internet e suas ferramentas virtuais, como MSN, o Twitter, Flickr, Blogger, Orkut, YouTube, MySpace, LinkedIn, Facebook, entre outras redes sociais.

O conjunto de envolvidos no sistema - faculdades, escolas e franquias -, com o modelo de ensino à distância, promove intensa democratização da educação, fato que atraiu o apoio de Pelé(leia abaixo depoimento dele no lançamento da Rede em outubro, disponível em áudio no www.maiscom.com).

INVESTIMENTOS E RETORNO

O Brasil investe R$ 40 bilhões por ano em educação; e R$ 37 bilhões em esporte. A Rede surge num momento muito importante para a formação de pessoal no Brasil, com foco em atividades esportivas e seus reflexos na sociedade, como no turismo, no lazer e na saúde.

Nós próximos seis anos, pelo menos cinco grandes eventos movimentarão o esporte como um todo. Em 2010, a Copa do Mundo de Futebol na África do Sul; em 2011, Jogos Mundiais Militares, no Rio de Janeiro; em 2012, a Olimpíada na Inglaterra; em 2013, a Copa das Confederações; em 2014, a Copa do Mundo de Futebol, no Brasil; e, em 2016, a Olimpíada, no Rio de Janeiro. Outros exemplos são os Jogos de Inverno em Vancouver e do Sulamericano de Medelín, em 2010.

Dirigentes da organização de ensino destacam que cada unidade franqueada da Rede - com aplicação de R$ 150 mil a R$ 250 mil - poderá ter um retorno esperado, com gestão eficaz, de 44% sobre o investimento, em dois anos. Para isso, basta que cada franquia tenha, pelo menos, 180 alunos de pós-graduação à distância, 15 por curso do total de 16 inicialmente programados para 2010.

A mensalidade dos cursos, na faixa de R$ 250, é outro atrativo da Rede. Não há taxa de franquia, mas a definição de um valor que deve ser aplicado em publicidade localmente.

A nova organização de ensino, lançada dia 15 de outubro passado, Dia do Professor, já está instalada, inicialmente, em São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Florianópolis, Campo Grande, Salvador, Santos, Miami e Nova York.

As aulas, para a comunidade de língua portuguesa nos Estados Unidos, serão ministradas via internet.

Investiram para a criação da Rede, entre outros, o Instituto Fitness Brasil, com experiência acumulada de 20 anos na promoção de eventos educacionais, e as academias Pelé Club.
Fonte: Maxpress

0 comentários:

Postar um comentário