Governo SP vai instalar 36 novos postos de acesso gratuito à internet

Por Cristina Salvadeo em 17 de novembro de 2009
Moradores de 11 regiões administrativas do Estado de SP receberão 36 novas unidades do programa de inclusão digital do governo paulista, Acessa SP. O secretário-adjunto de Gestão Pública, Marcos Monteiro, assinou na manhã desta quinta-feira, 12 de novembro, na Capital, convênios com prefeitos dos municípios para a instalação das salas.

A previsão é de que os postos iniciem o atendimento até dezembro de 2009. Cidades das regiões administrativas de Araçatuba, Barretos, Bauru, Campinas, Franca, Marília, Grande São Paulo, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, e Sorocaba (veja a relação completa dos municípios abaixo), receberão, no total, 280 computadores para uso dos cidadãos – cada unidade terá entre 6 e 10 máquinas. Com capacidade para juntos prestarem 92 mil acessos gratuitos à internet banda larga por mês, os novos postos vão elevar para 1,3 milhão o total de atendimentos por mês.

Com estas parcerias firmadas hoje, o programa celebra neste ano 74 convênios para a instalação de novos postos na região metropolitana de São Paulo, litoral e interior paulista. Nesta fase, o programa terá até o final do ano 586 salas distribuídas em 532 municípios – a cobertura vai chegar a quase 90% do Estado -, com capacidade para prestar 1,4 milhão de atendimentos por mês.

Iniciado em 2007, o Plano de Expansão do Acessa SP prevê a instalação de 110 unidades em 2009. A meta é atender, até 2010, a todos os municípios que manifestarem interesse. “Ampliar o atendimento do programa Acessa SP vai de encontro à proposta de oferecer o acesso à rede mundial de computadores, fonte inesgotável de informação, e aos recursos da informática, fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do cidadão. Vivemos na era do conhecimento e, portanto, trabalhamos para que a inclusão digital seja uma realidade em todo o Estado”, afirma Marcos Monteiro.

Acessa SP

O Acessa SP oferece conteúdo diferenciado além do acesso gratuito à internet banda larga. Os monitores do programa, durante as capacitações, são incentivados a envolver as comunidades em cursos com temas relacionados à educação, cultura, economia, emprego e trabalho, e saúde. São mais de 500 iniciativas registradas no Portal da Rede de Projetos do Acessa SP (http://rede.acessasp.sp.gov.br/), que serve como ambiente virtual de compartilhamento das experiências dos monitores.

Vinculado à Secretaria de Gestão Pública e gerido pela Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), o Acessa SP chega à marca de 1,7 milhão de usuários cadastrados. Em oito anos, o programa de inclusão digital já realizou mais de 41 milhões de atendimentos.

Clique aqui e confira os endereços do Acessa São Paulo.

0 comentários:

Postar um comentário