USP oferece graduação a distância

Por Cristina Salvadeo em 16 de junho de 2009
Professores de escolas públicas que ainda não têm formação na área fazem parte do público preferencial da primeira graduação a distância da USP, de licenciatura em ciências.

Para candidatos que se encaixam nesse perfil, foi criado um sistema de bônus na pontuação final do processo seletivo. Os demais podem se inscrever, mas os tipos de bonificação são diferentes.

As inscrições acontecem no próximo mês, mediante pagamento de taxa de R$ 30. A prova será realizada no dia 2 de agosto. O início das aulas está marcado para 21 de setembro.


Metade das aulas será presencial, aos sábados, no campus onde o estudante estiver matriculado. Há quatro opções disponíveis: São Paulo, Ribeirão Preto, São Carlos e Piracicaba.

Com duração de quatro anos, a licenciatura será organizada em oito módulos, cada um sobre um grande tema. O primeiro deles é "Terra e universo".

A proposta, de acordo com o coordenador, é abordar cada assunto sob o olhar de diferentes ciências, como astronomia, física e química. Assim, ao fim do curso, o universitário terá tido contato com todas as áreas.

A licenciatura em ciências faz parte do programa Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), parceria da Secretaria Estadual de Ensino Superior com três instituições: USP, Unesp e Unicamp.

Protesto
Alunos da USP, na semana passada, em uma manifestação contra a invasão da Polícia Militar no campus, protestaram também contra o curso de graduação a distância da universidade. Eles alegaram que a qualidade da licenciatura em ciências não será a mesma dos cursos presenciais.

O coordenador do curso, José Cipolla Neto, em entrevista à Folha no mês passado, antes do protesto, disse que a licenciatura a distancia não se distingue de nenhuma outra da USP. Para ele, a utilização das infinitas possibilidades da internet será algo enriquecedor.

Fonte: Folha de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário